Comando fuser – Quem mexeu no meu arquivo

O fuser é um programa que permite que saibamos qual processo está utilizando determinado arquivo, socket (portas) e sistema de arquivos especificado. Aprender sua manipulação é essencial para poder administrar um servidor para saber o que está acontecendo principalmente nas conexões. É um comando extremamente flexível, vamos ver suas opções e seu uso.

Diretiva Descrição Exemplo
-a, –all Mostra todos os arquivos, inclusive os que estão sem uso # fuser -a *
-k, –kill Desativa/Mata os processos que estão utilizando determinado arquivo # fuser -k /home/zonebin
-i, –interactive Pede confirmação sempre que for matar um processo utilizando um arquivo # fuser -ik /home/zonebin
-m, –mount Especifica um sistema de arquivos para descobrir qual processo está sendo utilizado # fuser -m /dev/sda1
-s, –silent Realiza as operações indicadas silenciosamente, não use a opção -a, -u, -v # fuser -ks /home
-u, –user Mostra o nome de usuário que iniciou o processo que está utilizando o arquivo # fuser -u /var/log/messages
-4, –ipv4 Mostra processos de IPV4 somente # fuser -4 ssh/tcp -6,
-ipv6 Mostra somente processos de sockets IPV6 # fuser -6 25/tcp

Tipos de acesso:
c  Diretório atual
e  Arquivo executável rodando
f  Arquivo aberto (omitido no modo de display padrão)
F  arquivo aberto para escrita (omitido no modo de display padrão)
r  Diretório root
m  Arquivo mapeado ou biblioteca compartilhada

Exemplos:
Mostrar os processos em execução no diretório atual:

Verificando se está sendo usado socket TCP ou UDP, como a porta 22 (SSH):
Para mais informações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *